• ...   
  • ...   
  • ...   
  • ...   
 
cód.: 2021227685

LUVA DE VAQUETA TOTAL PETROLEIRA FIT COM REFORÇO - PLASTCOR (05 PARES) | CA: 35693

Luva de segurança confeccionada em vaqueta total, com reforço interno na palma, elástico no dorso para ajuste. Indicada para a proteção contra agentes abrasivos, escoriantes e principalmente nas indústrias petroquímicas, mineração, siderúrgicas e de energia. CA: 35693.
Marca:
Categoria:
TAMANHO
Frete e prazo:
Pague com PIX
 PARCELAMENTO
1x R$94,62* 7x R$15,87 com juros de 2,99%
2x R$48,68 com juros de 2,99% 8x R$14,23 com juros de 2,99%
3x R$33,37 com juros de 2,99% 9x R$12,95 com juros de 2,99%
4x R$25,71 com juros de 2,99% 10x R$11,93 com juros de 2,99%
5x R$21,12 com juros de 2,99% 11x R$11,10 com juros de 2,99%
6x R$18,06 com juros de 2,99% 12x R$10,40 com juros de 2,99%
*com juros de 2,99%
 PARCELAMENTO
1x R$94,99* 7x R$16,25 com juros de 3,40%
2x R$49,06 com juros de 3,40% 8x R$14,61 com juros de 3,40%
3x R$33,75 com juros de 3,40% 9x R$13,33 com juros de 3,40%
4x R$26,09 com juros de 3,40% 10x R$12,31 com juros de 3,40%
5x R$21,50 com juros de 3,40% 11x R$11,48 com juros de 3,40%
6x R$18,44 com juros de 3,40% 12x R$10,78 com juros de 3,40%
*com juros de 3,40%
 Informações complementares

Nº do CA: 35693 / Marcação do CA: Na etiqueta / NCM: 42032900

APROVADO PARA:  PROTEÇÃO DAS MÃOS DO USUÁRIO CONTRA AGENTES ABRASIVOS, ESCORIANTES, CORTANTES E PERFURANTES.

ATENDE AS NORMAS: BS EN 420:2003 + A1:2009 e BS EN 388:2016.

OBSERVAÇÕES: O EPI obteve resultado de níveis de desempenho 3244X para BS EN 388,  3 - resistência à abrasão; 2 - resistência ao corte por lâmina; 4 - resistência ao rasgamento; 4 - resistência à perfuração por punção; X - resistência ao corte TDM. O código X indica que o EPI não foi ensaiado para a aplicação correspondente.

RESTRIÇÃO: EPI NÃO APROVADO PARA USO EM OPERAÇÕES DE SOLDAGEM E PROCESSOS SIMILARES. 

ESTOCAGEM: armazenar as luvas em local arejado, sem incidência de calor e livre de umidade.

MANUTENÇÃO: Para conservar a maciez e a resistência do couro, remover periodicamente a sujeira acumulada com um pano umedecido em água e aguardar a secagem à sombra. Não secar a luva junto a fontes de calor intenso, pois as tentavas de acelerar o processo de secagem afetam negavamente o couro, endurecendo-o e favorecendo sua quebra devido a perda de flexibilidade e elasticidade. O correto é que a luva seque à sombra em temperatura ambiente.

 

 Comentários

  Seja o primeiro a comentar!

 Produtos relacionados

 Receba Novidades